Blog Investimento Futebol

Seleção espanhola perde seu treinador

A Espanha já não conta mais com o seu comandante Luis Henrique. O pedido de demissão foi por problemas particulares, os quais não foram revelados em respeito a privacidade do técnico. É fato que a seleção espanhola está se enfraquecendo cada vez mais nos últimos anos e este pode ser mais um “golpe” sofrido. 

Tempos de glória

Com um futebol refinado e com ótimo toque de bola, a Espanha surpreendeu o mundo, dominando os jogos, mostrando criatividade, calma e alta capacidade. A geração contava principalmente com Xavi e Iniesta, os quais deixam o meio de campo genial. No setor defensivo, nomes como Puyol e Casillas comandavam a defesa e conseguiam neutralizar vários ataques dos oponentes. Tudo isto fez com que a Espanha conquistasse o Campeonato Europeu de 2008 e também 2012 (a seleção tinha vencido esta competição somente uma vez, em 1964). Vale lembrar que em 2010 conquistou a Copa do Mundo pela primeira vez, deixando o nome da Espanha no mais alto nível do futebol mundial. O comandante era Vicente Del Bosque, o qual já havia vencido Liga dos Campeões pelo Real Madrid e então alcançou mais estra grande conquista.    

Os anos seguintes 

A Espanha infelizmente não conseguiu manter seu alto nível, tendo em vista que vários jogadores começaram a sentir o peso da idade e consequentemente foram se aposentando da seleção, como por exemplo, Xavi, Iniesta, Puyol, Casillas, Xabi Alonso e outros bons nomes. Desta forma, mesmo tentando manter seu estilo de jogo, a Espanha perdeu algumas características e ainda a genialidade de Iniesta. Junto com isto, aconteceram trocas de técnicos, principalmente na Copa do Mundo de 2018, onde a seleção se preparou para a competição com o comandante Lopetegui, o qual foi demitido dois dias antes da estreia, dando lugar a Fernando Hierro, que então assumiu imediatamente, mas não conseguiu levar a Espanha muito longe na Copa do Mundo. Então Luis Henrique parecia ser um bom nome, tendo jogado por muitos anos no Barcelona e ainda sendo campeão da Liga dos Campeões como técnico do clube, porém sua saída misteriosa da seleção só faz com que a Espanha acabe perdendo mais um competente nome, dando sinais de que pode nunca mais ser a mesma. 

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *