Blog Investimento Futebol

Argentina, Uruguai e Paraguai Querem Sediar Copa Do Mundo De 2030

copa-do-mundo-de-2030

Argentina, Uruguai e Paraguai estão se unindo para tentar sediar a Copa do Mundo de 2030, tentando trazer esta importante competição novamente para o continente sul-americano, assim como aconteceu em 2014, no Brasil. Em toda a história, a Copa do Mundo foi sediada somente uma vez em mais de um país, isto aconteceu em 2002 com o Japão e Coreia do Sul, a última competição na qual o Brasil levantou o caneco.

Argentina e Uruguai foram os primeiros países a manifestar a intenção, seguidos então pelo Paraguai. Essas nações ainda mostram o desejo de sediar o centenário da Copa do Mundo, que iniciou em 1930 e teve como finalistas Argentina e Uruguai, com os uruguaios vencendo a decisão pelo placar de 4X2.  Desta forma poderiam, novamente, receber grande destaque na competição.

Copa do Mundo de 2030 e o centenário da competição

Para a Copa do Mundo de 2030, o Uruguai traz um imenso atrativo, pois a grande final poderá acontecer no estádio centenário, que foi inaugurado justamente para o primeiro mundial. Portanto, as chances destes países sediarem a competição são grandes. Afinal, além da forte tradição no futebol, ainda poderiam unir também grandes investimentos, construindo estádios com maior responsabilidade e sem grandes gastos vindo de um só país, o que depois poderia trazer problemas, como aconteceu com o Brasil.  

Ainda existem detalhes a serem acertados, planejamentos de jogos, viagens, investimentos, infraestrutura e muito mais. Porém, com certeza está seria uma boa oportunidade para o título mundial voltar a um país sul-americano, já que o Paraguai sonharia com o título inédito e a Argentina e Uruguai poderiam usar sua forte tradição para voltar a levantar a taça.

Você acha que essa tríplice união têm chances? Nos conte nos comentários e aproveite para ler ainda mais análises no blog do Investimento Futebol.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *