Blog Investimento Futebol

Análise Do Grupo H Do Mundial De 2018

Análise Do Grupo H Do Mundial De 2018

A Copa do Mundo da Rússia surge como uma ótima oportunidade para o trading esportivo. Para que você possa fazer as melhores escolhas na hora de investir, é importante saber tudo sobre as seleções classificadas.

Análises precisas são imprescindíveis para um bom conhecimento do panorama geral do torneio. E é isso que trago neste artigo.

Pegue papel e caneta e monte suas estratégias de trading para o Grupo H do mundial de 2018!

Os países do grupo H do mundial de 2018

Entre as seleções que compõem a chave, a Polônia é a favorita para avançar à próxima fase. No entanto, existe muita especulação em relação à técnica dos colombianos, que colocarão em campo nomes como James Rodríguez e Falcao Garcia.

O Japão entra no mundial em busca de alguns pontos, no mínimo, depois de conflitos técnicos. Para fechar o grupo H do mundial de 2018, aparece Senegal. Os africanos depositam todas as suas fichas da habilidade de Sadio Mané, que atua no Liverpool.

Conheça mais sobre cada uma das seleções do grupo H do mundial de 2018.

Polônia

Com uma equipe sólida comandada por Adam Nawalka, os poloneses entram em campo na Rússia após vencer 8 das 10 partidas das eliminatórias. Após 12 anos longe do torneio, a Polônia busca as melhores táticas para melhorar seu desempenho em campo e garantir a vaga na fase de grupos.

O capitão, Robert Lewandowski, atual camisa 9 do Bayern, é um dos grandes nomes da equipe. Foi artilheiro das eliminatórias com 16 gols.

Colômbia

James Rodríguez é, sem dúvida, o nome que chama mais atenção na única seleção sul-americana presente no grupo H do mundial de 2018.

A equipe comandada pelo argentino José Pekerman chega à Rússia com grandes dificuldades, como a falta de auxílio em campo às estrelas da equipe, que conta também com Falcao García e David Ospina, além de um ataque sem muitas opções.

Senegal

Pela segunda vez na Copa do Mundo, a seleção africana do grupo H do mundial de 2018 pode surpreender. Na primeira, atingiram as quartas de final na Coreia e Japão, em 2002.

Espera-se muito de Sadio Mané, a estrela senegalesa de 25 anos, que já é destaque na seleção há alguns anos e busca ser uma adição importante à equipe comandada por Alliou Cissé no mundial.

Japão

O Japão vai à Copa sem dois de seus maiores destaques: Keisuke Honda e Shinji Kagawa. Ambos discordaram do esquema de jogo sugerido por Vahid Halilhodžić, o atual treinador.

Além disso, ainda perderam Okazaki, do Leicester City, devido à opção de Vahid de jogar com apenas um atacante. As polêmicas e a falta de estrelas podem fazer do Japão uma das equipes mais desestabilizadas do mundial.

Para mais análises e notícias sobre o mundial de 2018, acompanhe o Blog Investimento Futebol!

 

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *