Blog Investimento Futebol

Premier League retorna com brigas acirradas

A Premier League retoma suas atividades nesta quarta-feira com Manchester City x Arsenal (partida adiada) depois de praticamente 3 meses sem a bola rolar. Se pelo título é unanimidade que não existe qualquer disputa, já que o Liverpool nada de braçadas para levantar a taça, as vagas europeias e rebaixamento prometem esquentar as próximas semanas.

Tudo isso porque existe um grande equilíbrio na parte central da tabela. Por exemplo: do primeiro em zona de Champions League (Chelsea, com 48 pontos) até o 12º (Everton, com 37), são apenas 11 pontos de diferença. Por mais que a briga fique restrita por quem está mais em cima, existe ainda a expectativa de alguns clubes brigarem por essa vaga. O Arsenal, por exemplo, tem 8 pontos atrás e tem como objetivo retornar ao maior torneio europeu de clubes, até para fortalecer seus caixas.

Para isso, aposta não só em seu novo treinador Mikel Arteta, mas em todo processo que o ex-auxiliar de Pep Guardiola trouxe consigo para Londres. Um futebol de mais posse e controle, ofensivo e de muita agressividade é o que se espera dos Gunners. Resta saber se houverá algum tipo de evolução depois de tanto tempo de inatividade. Vencer o City, fora de casa, no jogo a menos que tem, seria não só um grande feito, mas também se colocar a 5 pontos da vaga. Por mais necessidade que o Arsenal tenha de vencer este confronto, trata-se de algo bem improvável.

O seu rival Tottenham também está no bolo. Em 8º lugar, se vê 7 pontos atrás do Chelsea e seu futebol cair pelas tabelas sob o comando de Mourinho. Um time totalmente incapaz de envolver os adversários e que funciona melhor em contra-ataques. Definidamente a estadia do treinador português não tem sido nada positiva até agora.

Já Sheffield Utd e Wolverhampton fazem grandes temporadas e se mostram surpresas até aqui. Ambos estão apenas a 5 pontos da vaga, com a diferença que o primeiro citado tem um jogo a menos. Os Wolves, por sua vez, mostram maior consistência ao longo das últimas temporadas. Muito bem organizado nas mãos de Nuno Espírito Santos, muito em cima de seu sistema com três zagueiros e o faro de gol de Jiménez, os Lobos mostram total ascensão e miram coisas maiores.

Por fim, o Manchester United é outro aspirante à quarta vaga. Em quinto lugar, vive de temporadas oscilantes e apesar de toda a dúvida sob o trabalho de Solskajer, a equipe vem mostrado uma boa recuperação nas últimas partidas pré-pandemia. A chegada do meia Bruno Fernandes, aliás, deu um upgrade na equipe que agora espera a recuperação de Pogba. Mais que isso, que o astro francês enfim deslanche com a camisa vermelha.

Na parte debaixo da tabela a briga promete ser dura também. Do Brigthon (15º, com 29 pontos) até o Aston Villa (19º, com 25) todos se veem ameaçados de rebaixamento. Na lanterna com 21 pontos, o Norwich precisa de um milagre para se salvar. Enquanto isso o Aston tem lutado como pode. Depois de uma pequena melhora, vem de quatro derrotas seguidas. Com uma equipe toda montada para a temporada e até com boas atuações apesar de derrotas por detalhes, a esperança ainda segue viva.

Em 18º o Bournemouth tenta escalar da degola e de colocar por água abaixo todo bom trabalho das últimas temporadas. Com uma linha de trabalho bem clara nos últimos anos, de ser primeiro defensivamente consistente, o clube vem tentando mudar um pouco sua característica, buscando um futebol de mais imposição com a bola. A mudança, no entanto, não tem sido fácil. E o Watford vem na mesma linha. Em franca recuperação, tem um dos maiores projetos da Premier League das últimas temporadas. Com grandes investimentos e até brigas por vagas europeias, 2019/2020 tem sido um pesadelo.

O West Ham é outro que corre sérios riscos. Apesar de ter um grande investimento e ter trazido nomes reconhecidos para jogar a atual PL, a temporada é uma tragédia. O objetivo era competições europeias e um novo patamar para o clube. No entanto, a inconsistência defensiva os deixou em uma situação bastante preocupante.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *